AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores..pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

terça-feira, 28 de junho de 2016

Tu Consegues


Quando o dia estiver cinzento
E o ar mais poeirento
Não deixes o desânimo vencer
Se a chuva começar a cair
E teimar em não querer sair
Espera o arco-íris aparecer

Quando estiver escuro
Procura as estrelas pelo brilho
O fruto só cai de maduro
Tu consegues traçar o teu trilho

Quando o frio picar o ponto
Vá lá dá-lhe um desconto
O fresco clareia o pensamento
Estar sempre com calor
Além de chato, causa suor
E afecta o comportamento

Agradecer, valorizar e repartir
Ser correcto nos valores a seguir
Ajudar, reconhecer e perdoar
Ser capaz de cair e levantar.

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Assim é o meu Amor ♥

(imagem retirada da internet)


De jeito encabulado
E meio desajeitado
Com o sorriso maroto
E ares de garoto
Assim é o meu amor

Um cavalheiro a valer
Sabe sempre o que dizer
Com charme em demasia
Envolto em simpatia
Assim é o meu admirador

Faz-me lindas declarações
Escreve-me belas canções
Deixa-me derretida
Até meio perdida
Com tamanha dedicação

Aparece à hora marcada
Com a arte bem estudada
Dá valor aos sentimentos
Preserva os bons momentos
E conserva a nossa união.

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Pensamento Positivo

(imagem retirada da internet)


Ter pensamento positivo
E respirar bem fundo
Não desanimar sem motivo
Marcando o seu lugar no mundo

Queixumes sem razão
Atrasam o universo
Aprender a dar a mão
É deixar o amor disperso

Ver o lado bom do dia
É um passo para a felicidade
Aos poucos vem a alegria
Deixando a tristeza sem identidade.

quarta-feira, 15 de junho de 2016

Fazer uma pausa

(imagem retirada da internet)


Vou fazer uma pausa
Por uma boa causa
O meu descanso é merecido
O silêncio é fundamental
Para afugentar o meu mal
E não me dar por vencido

Vou cochilar um pouquinho
Assim de mansinho
Não quero incomodar
O sono deve ser reparador
Mas há sempre algum estupor
Que teima em me acordar

Os sonhos são do piorio
Ou caio, ou me afogo no rio
Que triste situação
Resta-me levantar acampamento
Dar por findo o bom momento
E voltar a picar cartão.

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Santo António



O teu admirável dom como pregador
Exercia fascínio sobre as multidões
A defesa do pobre e a reprimenda do rico
Assim eram os teus valiosos sermões.

Santo pelo povo venerado
Padroeiro dos pobres e oprimidos
És por todos muito festejado
Obrigado por atenderes nossos pedidos.

Não há casa que não te venere
Nos seus oratórios enfeitados
Padroeiro de quem trabalha arduamente
És um dos Santos mais amados.

Santo António te invocamos
Para achar coisas perdidas
Protege o lar onde habitamos
Ajuda-nos a sarar as feridas.

Tens ao colo o menino Jesus
Companheiros na cumplicidade
Santo António ilumina-nos com a tua luz

E guia-nos no caminho da verdade.

quinta-feira, 9 de junho de 2016

Os Putos da minha Infância


Os putos de antigamente
Agiam mais coerentemente
Sabiam brincar de verdade
Os putos de outros tempos
Apreciavam os bons momentos
Conheciam o valor da liberdade

Os putos do meu passado
Percebiam o “ser educado”
Eram felizes com o que tinham
Os putos da minha infância
Tinham outra elegância
E orgulho de onde vinham

Os putos com que cresci
Com que brinquei e aprendi
Brincavam como ninguém
Os putos que já cresceram
E sabem de onde vieram
Acabaram por ser alguém.

sexta-feira, 3 de junho de 2016

Falta de Educação

(imagem retirada da internet)


A falta de educação
E a constante ingratidão
Crescem como junça no quintal
O pedir quase a mandar
Sem uma resposta esperar
Tornou-se uma situação banal

A arrogância generalizada
Daqueles que vivem de mesada
É um mal urgente a abater
A ociosidade que existe cada vez mais
Fruto dos que se tornaram banais
Nunca leva ninguém ao poder

O desapego e a indiferença
Piores do que uma doença
Alimentam a pura maldade
Os que não têm amor no coração
Não conhecem a gratidão
Vivem num mundo de dubiedade

A falta de um “obrigado”
De um “como tem passado”
É uma infracção grave
A falta de um “por favor”
De um simples “faça favor”
É viver sempre com um entrave.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...