AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores, através do email: atendimento@spautores.ptatendimento@spautores.pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Quero Acreditar

(imagem retirada da internet)


Acreditar que o amanhã é melhor
Que sempre se pode recomeçar
Acreditar que prevalece o amor
E que é possível saber perdoar

Acreditar que o dia está cinzento
Por motivos de ordem superior
A rosa tem muitos espinhos
E é de todas a mais linda flor

Acreditar que a ingratidão
Antecede um bom momento
Deus não deixa nosso coração
Desamparado que nem folha ao vento

Acreditar que os sonhos existem
Basta deixar-se sonhar acordado
Acreditar que nada nos detém
E deixar de aceitar fiado.

terça-feira, 26 de julho de 2016

Dia dos Avós (repost)

(imagem retirada da internet)

Avós são a ternura,
São os sorrisos a toda a hora
Avós são o refúgio dos netos
Porque é com eles que o amor mora.

Avós são o carinho,
São o mimo e a dedicação
Os Avós sabem sempre o caminho
Para guiar os netos com o coração.

Chegaram ao inverno da vida
Onde o Sol tem um calor diferente
Com vocês saboreamos melhor os dias
Os Avós são o nosso melhor presente.

O tempo traz sabedoria
Deixando para trás as dificuldades
As vossas rugas também nasceram da alegria
Como o arco-íris nasce das tempestades.

terça-feira, 19 de julho de 2016

Portugal precisa de um "Robin dos Bosques" (repost de 2013)

(imagem retirada da internet)


Portugal precisa de um Robin dos Bosques
Para ajudar a dar de “frosques”
Com a maldita crise
É tempo de usar os collants
Esquecer as promessas vãs
E deixar que a seta deslize.

Vamos em bando tirar aos ricos
Fazê-los descer dos picos
E ensiná-los a dividir
Pobre não nasce ninguém
A pobreza nem Mãe tem
Mas arranja sempre onde ir dormir.

Que o frade nos ajude a rezar
Para na hora de acertar
Agirmos com inteligência
Se por um acaso falharmos a direcção
Alegamos que é recente a profissão
E pedimos equivalência.

E quando o Robin voltar carregado
Com o material do plano elaborado
Vamos escondê-lo em vários locais
É que guardar o produto todo no mesmo lugar
Além de burrice, é trazer o azar
Há sempre quem queira criar sucursais.

De terra em terra, de porta em porta
Vamos distribuir o fruto da nossa horta
E não esquecer de avisar a comunicação
Porque isto de ser Robin dos Bosques secreto
Não dá fruto, nem trabalho certo
Até aparecermos na televisão.

sexta-feira, 15 de julho de 2016

São os Animais


Os animais são puro carinho
São lealdade ao natural
Seguem sem medo o nosso caminho
Sem questionar a meta final

Os animais são a amizade
E o amor sem contrapartida
Os animais oferecem a felicidade
Por um minuto na nossa vida

Os animais são o aconchego
São um remédio para a solidão
Os animais fazem bem ao ego
E alimentam o coração.

terça-feira, 12 de julho de 2016

Ser Poeta (repost de setembro de 2010)

(imagem retirada da internet)



Ser poeta é ser actor
sem filme onde representar
ser poeta é sofrer de amor
quando nem sequer se sabe amar

Ser poeta é ser mentiroso
porque nas mentiras pode haver verdade
ser poeta é compartilhar a vida
e mesmo assim morrer de saudade

Ser poeta é não saber falar
porque a escrever o mundo é maior
ser poeta é alimentar os dias a pensar
porque assim as palavras saem melhor

Ser poeta é estar doente
sem dor nem mal se sentir
ser poeta é ser confidente
dos fantasmas que nos insistem em perseguir

Ser poeta é lutar desarmado
numa guerra que nos invade a cabeça
ser poeta é viver isolado
sem a ilusão de que alguém apareça.

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Ouvi um grito



Esta noite quando adormecia
Quando nada mexia
Ouvi um grito sufocante
Pensei que vinha do exterior
Tal barulho ensurdecedor
Quis ver, mas fiquei hesitante

Ouvi novamente gritar
Mais baixo desta vez
Devia acudir, ajudar
Saber donde vem a malvadez

O grito parou por fim
Ainda sentia o frenesim
O silêncio apareceu
Alguém adormeceu
A noite deu lugar ao dia
Sem mais nenhuma anomalia.

sexta-feira, 1 de julho de 2016

O meu Amor ♥



Meu amor disse-me baixinho
Como quem faz um carinho
“és a estrela que me ilumina”
Hoje senti-me radiante
De todas a mais importante
A mais linda menina

Meu amor é meu amparo
Meu abrigo na tempestade
Meu amor é o fruto mais caro
Do meu sumo de vitalidade

Meu amor fez-me corar
Com seus bonitos galanteios
Sem meu amor não sei navegar
E me entrego aos devaneios

Meu amor é quem me conhece
Quem sempre aparece
Quando não consigo agir
Meu amor é a minha vida
É minha história preferida
É quem me ensinou a sorrir.