AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores..pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Aquecer à Lareira




O calor que emana da lareira
Aquece e conforta os necessitados
Adoro esta simples maneira
De conversar e enviar recados

O crepitar da lenha a arder
É a nossa música de fundo
Assim se aprende a conviver
Dando e recebendo do mundo.

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Será que sou mesmo má

(imagem: http://www.lumierecoaching.co.uk/overcome-sadness/)


Por vezes apetece-me ser má
De uma maldade mediana
Acabo por exagerar na dose
E agir como uma insana

Falo mal e secamente
Sem pensar direito
Tal qual uma demente
Tiro tudo do peito

Ao final do dia tento me redimir
Pedindo perdão por tanta maldade
Acredito que consigo progredir
Aceitando que sofro de debilidade.

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Sabe tão bem (é tão bom)


Sabe tão bem um carinho
E uma palavra de conforto
É tão bem ter o nosso cantinho
E regressar sempre a bom porto

Sabe tão bem ter um amigo
Daqueles que não precisamos falar
É tão bom quando o perigo
Dificilmente nos consegue encontrar

Sabe tão bem respirar fundo
E ter a noção da nossa riqueza
A saúde não deve ficar em segundo
E junto com o amor serem a nossa fortaleza.

sábado, 5 de novembro de 2016

Piri-pi-pi



Piri-pi-pi o João vai à escola
Piri-pi-pi adora a sua sacola
Piri-pi-pi tem vontade de aprender
Mas com o piri-pi-pi esqueceu-se de a trazer

Piri-pi-pi o João é o rei do recreio
Piri-pi-pi ora salta, pula e estica o freio
Piri-pi-pi o João ouve o professor

Com o seu piri-pi-pi ainda há-de ser doutor.