AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores..pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

quinta-feira, 13 de abril de 2017

A Má-língua


Imagem: internet

É todo um disse que disse
Estando as comadres em reunião
Vai desde a Maria à Clarice
O “tu não sabias?” “eu não!”

Falar mal a todo o vapor
Seja verdade ou mentira
A cusquice é como tractor
Onde passa, tudo vira

A vizinha é sempre a culpada
Não importa saber o motivo
Desde que haja conversa fiada
O assunto é sempre lucrativo

Num dia a fulana é uma santa
No outro “nem a posso ver”
A má-língua até canta
Com tamanho malquerer

As suas sessões de concílio
Antro de todo o maldizer
Impregnam qualquer domicílio
Deixam tudo apodrecer.

                                                            

Sem comentários:

Enviar um comentário